Sexo fora do casamento durante Copa do Catar pode levar a 7 anos de prisão, diz jornal

País tem restrições rigorosas contra sexo fora do casamento e relações homoafetivas (Foto: Pixabay)

A Copa do Mundo do Catar acontece de dia 21 de novembro até 18 de dezembro

Os torcedores que visitarem o Catar para a Copa do Mundo de 2022 terão que respeitar as normas locais e isso também significa que os encontros sexuais fora do matrimônio devem ser evitados. No país sede, o sexo fora do casamento e até mesmo relações homoafetivas são consideradas ilegais e podem levar a pena de 7 anos na cadeia.

“O sexo está fora do menu, a menos que você venha como marido e mulher. Definitivamente não haverá encontros de uma noite neste torneio”, contou uma fonte ao jornal Daily Star.

O país também tem restrições quanto ao consumo de bebida alcoólicas, a cultura de bebidas e festas após as partidas deve ser afetada. “Na verdade, não haverá festa nenhuma. Todos precisam ter isso claro, a menos que queiram correr o risco de ficar presos. Pela primeira vez existe essencialmente uma proibição ao sexo na Copa do Mundo deste ano. Os fãs precisam estar preparados”, ressaltou a fonte.

Ainda segundo a publicação, circulam relatos de torcedores que por terem diferentes sobrenomes, o que indicaria a ausência de um laço familiar, enfrentam dificuldades para efetuar reservas de quartos compartilhados.

A Copa do Mundo do Catar acontece de dia 21 de novembro até 18 de dezembro.

Com informações do Terra